fbpx

Oi, quarentener!

O que sua mente consumiu nesse período te ensinou?

Durante esse tempo de quarentena, compartilhamos muito.  Chamadas em vídeo, dicas de exercícios, receitas, sugestões do que assistir, do que falar e claro, sobre o que se preocupar. Assim como vocês, nós também buscamos distrair a mente da temível ansiedade por estar em casa, sentindo falta de nossa rotina e da familiaridade de nossas vidas. Com isso, a similaridade da ficção com a realidade aconteceu para muitos de nós que se conectaram às séries e filmes. Quem conferiu algumas dessas peças que estiveram em alta no streaming tiveram muito pano pra manga para pensar um pouco fora da caixa nesse momento. 

Começando pela série “Madame CJ Walker”, que nos carrega para a história da primeira mulher negra a se tornar milionária nos EUA, no final do século IXX, início do século XX., época onde as coisas eram bem mais difíceis e diferentes dos tempos atuais. Com determinação, força e resistência, a empresária mudou o rumo de sua vida e nos traz lições que, atualmente, com movimentos sociais como a luta contra o racismo e a força do feminismo ganhando cada vez mais força e visibilidade (ufa!), nos inspirando conhecer  histórias como essa. 

O filme “O Poço”,  um do filmes “em alta” na Netflix, traz uma distopia na qual vivemos a história sob o olhar de um homem que resolve revolucionar a estrutura da prisão em que se encontra por questionar sua estrutura e forma, e com isso, traz muitas lições voltadas para a sociedade e as desigualdades que se estabeleceram as pessoas umas com as outras na hierarquia de sistemas sociais, econômicos e afins. Bem atual e propício para o momento. 

E é claro que não poderiam faltar eles, os memes! O bom humor que nos transcende a tristeza em momentos ruins salvou nossos dias com, como por exemplo, referências à inigualável série “Black Mirror”, que nos leva a crer que o mundo mudou e isso pode até nos assustar a ponto de não nos conhecermos mais no que nos era familiar e com isso, aceitar as mudanças que os novos tempos nos trazem.

 A arte e a história se entrelaçam em nossas vidas nos ajudando a compreender quem fomos, quem somos e quem poderemos vir a ser. Na sensação diária que tivemos tido de que parecemos viver um “hiato”, as mentes criativas que nos oferecem em forma de filmes, séries e livros parecem nos dizer: “calma! Já estivemos por aqui antes e deu certo” ou “cuidado se continuar por aqui, pois não deu certo”. 

O que nos resta, portanto, é nos permitirmos enxergar e ouvir os sutis recados (que no momento não são tão sutis assim) do mundo para nós: estar atento e forte é preciso, e essa revolução acontece dentro de cada um de nós, que assim, reverbera uns nos outros a cada atitude, palavra e intenção.

Seguem cenas retiradas do insta @umfilmemedisse:

  – MADAME CJ WALKER

                               

 

    –  O POÇO

                                   

 

Aos navegantes, obrigada por seu tempo e leitura.
Esperamos que tenham gostado e até a próxima!

 

Larissa Barreto
@larissabarretog

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Studio Orla
Falar com a Orla
  • Sem produtos no carrinho